Porque os homens perdem a ereção quando estão nervosos?

A ereção do pênis sofre interferência de fatores físicos e psicológicos.

Para ser considerada disfunção erétil (impotência sexual) a perda da ereção deve ser recorrente. No entanto, em situações de estresse, como ansiedade, medo ou vergonha, os homens podem perder a ereção naquele momento.

disfuncao-eretil

Mas porque isso acontece?

Fisiologicamente, a perda de ereção ocorre devido à descarga de uma substância chamada adrenalina, que inibe a ereção peniana. Mas vou explicar melhor:

Nosso sistema nervoso tem uma parte chamada de “autônomo”. Ele é chamado assim porque trabalha de forma autônoma no controle das funções corporais, como respiração, batimentos cardíacos, pressão arterial, ereção, orgasmo, e outras.

O sistema nervoso autônomo divide-se em sistema nervoso simpático e sistema nervoso parassimpático. Quando um sistema está ativado em um determinado local do corpo, o outro sistema é desligado.

Podemos ter somente um de cada vez funcionando, os dois não funcionam ao mesmo tempo no mesmo local.

O sistema nervoso simpático é o sistema conhecido como “luta e fuga”. Quando estamos em uma situação de estresse (por exemplo, um assalto) esse sistema libera um neurotransmissor chamado adrenalina, que aumenta nossos batimentos cardíacos e acelera a respiração para podermos fugir do local de perigo.

a ereção do pênis é comandada pelo sistema nervoso parassimpático, que libera um neurotransmissor chamado acetilcolina.

Como foi dito anteriormente, quando um sistema está ativado o outro está desativado naquele local. Portanto, se o sistema simpático está ativado liberando adrenalina, não é possível ter uma ereção peniana! Por esse motivo, é comum o homem perder a ereção se estiver em uma situação de estresse ou nervosismo.

Mas o que fazer nessa ocasião?

Para ativar o sistema nervoso parassimpático e proporcionar a ereção, deve-se RELAXAR! Pense: se o sistema simpático é “luta e fuga” e eu não quero lutar nem fugir, devo então ficar relaxado!

Dicas:

Banho

  1. Respire fundo e lentamente: essa respiração diminui a atividade do sistema simpático.
  2. Vá devagar nas preliminares: as preliminares ajudam o corpo na fase de excitação, além de promover relaxamento.
  3. Converse com a(o) parceiro(a): Não vá “direto ao ponto”. Converse, tome um drink e relaxe.
  4. Tome um banho: a água quente ajuda o corpo a relaxar.

.

Atenção:

Caso a perda de ereção seja constante, você deve procurar um profissional de saúde e investigar causas orgânicas e psíquicas.

Ansiedade, medos e tabus devem ser tratados por psicólogos e sexólogos. Já as causas físicas devem ser tratadas com médicos e fisioterapeutas pélvicos (uroginecológicos).

Se você não está satisfeito com sua vida sexual, deve procurar o profissional de saúde de saúde da área da sexualidade humana.

.

Fisioterapeuta Pélvica e Sexóloga. Membro da Associação Brasileira de Fisioterapia Pélvica (ABFP).

Fonte

logo sexo sem duvidas

.

Anexos

Posts Relacionados

thumbnail
hover

Câncer de mama – Depoimento

Informar, lembrar e relembrar assuntos de saúde nunca são demais. O número de mulheres que descobrem o câncer de mama tardiamente ainda ...

thumbnail
hover

DIA MUNDIAL DO ORGASMO: POR QUE...

Tudo que vive tende à busca do prazer orgástico. Proibir e limitar o prazer orgástico restringindo o sexo é adoecer indivíduo. É a fó...

thumbnail
hover

Como cuidar corretamente da higiene íntima...

Não são apenas as mulheres que precisam secar a região íntima após urinar, os homens também precisam ter esse e outros cuidados para e...

Deixe-nos um comentário