Manifestação – 33 Contra todas nós

Intervenção teatral de um grupo de manifestantes no 2º ato ‘Por Todas Elas’.

“Eles pensaram que seria 33 contra uma, mas são 33 contra todas nós. A cada 11 minutos uma mulher é estuprada no Brasil, e a culpa nunca é da vítima. Romperemos a lei do silêncio e a ditadura do medo. Somos as vozes daquelas que o machismo matou (…). Para cada vida tirada, para cada mulher silenciada, para cada mulher estuprada, uma vida inteira de luta”, disse Maria das Neves.

Nuas e com sangue espalhado por todo o corpo, as manifestantes correram entre os manifestantes gritando, depois se sentaram e juntas contaram até 33. Depois elas deitaram como se estivessem mortas.

A intervenção levou a plateia que as assistiam ao choro. Coordenada por Caroline Maluf, a intervenção foi improvisada do início ao fim, e as atrizes foram selecionadas durante o ato.
“Articulamos essa ação há um mês, devido à situação política. O estupro coletivo reforçou a nossa performance. A ideia surgiu da fotografia de Hiroshima e Nagasaki em que uma garota corre nua de um tanque”, disse Caroline. A proposta da ação é “impactar as pessoas através da arte, nesse momento tão importante para nossa sociedade”, completou a atriz.

 

Contra o estupro, estupro coletivo

Manifestação contra o estupro, estupro coletivo

 

Contra o estupro, estupro coletivo

Contra o estupro, estupro coletivo

Manifestação Contra o estupro, estupro coletivo   Fotos: Melito / Mídia NINJA

 

 

Anexos

Posts Relacionadas

thumbnail
hover

Museo do sexo das Putas –...

Para quem pensa que falar sobre sexo ainda é um tabu, o Museu do Sexo das Putas – contemplado com recursos do 12º Programa Funarte de A...

thumbnail
hover

15/10 – MOSTRA DE ARTE ERÓTICA...

MOSTRA DE ARTE ERÓTICA da CASA MASCATE CULTURA DE REDE O Projeto Noite de Arte Erótica é um evento artístico itinerante que nasceu em No...

thumbnail
hover

Caiu na Net – Alexandre Borges...

Um vídeo íntimo do ator global Alexandre Borges vazou na internet na última sexta-feira, 16. Segundo os comentários que circulam nas red...

Deixe-nos um comentário